Informações indispensáveis sobre:

  • Câmara fria;
  • Walkin cooler;
  • Acessórios pertinentes.

Painel frigorifico

A presente resenha técnica deslinda o Painel Frigorifico, reflete acerca da sua forma construtiva e as aplicações adequadas e recomendadas para este excelente produto.

 

Basicamente podemos afirmar que qualquer tipo de estrutura composta por três camadas e destinada a contenção térmica é um tipo de Painel frigorifico, tal estrutura é composta por um núcleo, que é isolante térmico, revestido por uma camada de acabamento, sendo que a camada de acabamento é aderida as duas faces da placa. Esta composição em camadas origina um produto com elevada resistência mecânica e pouco peso, além de ser um ótimo isolante térmico.

 

Uma breve historia do Painel frigorifico

 

Desde a década de 1970 tem-se experimentado uma grande revolução nos métodos construtivos empregados na fabricação do Painel frigorifico, ate pouco tempo atrás este produto era tido somente como útil na edificação de ambientes profissionais, com características eminentemente industriais. Entretanto, por conta da evolução do processo fabril, refletindo numa acentuada redução de custo, bem como dada as suas excelentes propriedades térmicas, além da sua polivalência, durabilidade e aspecto visual superior, o Painel frigorifico tem sido utilizado em uma imensa gama de edificações.

Painel frigorifico

As principais premissas técnicas do Painel frigorifico

 

Os Painéis frigoríficos são placas pré-fabricadas na indústria, embaladas e despachadas ao canteiro de obras. Por serem placas uniformes e padronizadas permitem a desmontagem e posterior remontagem sem perda de material, além disso contam com encaixe macho e fêmea nas junções que asseguram a correta união entre elas.

 

Outras particularidades importantes residem na rapidez e praticidade de montagem, aliada a isenção de resíduos posteriores, sem contar que os Painéis frigoríficos permitem, quando na remontagem, que esta seja feita com layout diferente da versão originalmente existente.

 

Diversas vantagens são auferidas mediante o emprego do Painel frigorifico na edificação do seu projeto, mas não são somente as aqui mencionadas, trata-se de um seguimento muito dinâmico, a todo o momento novos métodos e aplicações são desenvolvidos, então é bastante interessante consultar o fabricante para por-se a par das novidades que estão à disposição.

 

Vamos conhecer os benefícios basilares oferecidos pelo Painel frigorifico e que de certa forma explicam o crescimento exponencial do seu uso, notadamente na construção civil, como segue:

 

  • Elevada resistência estrutural;
  • Baixo peso especifico;
  • Alta capacidade de isolamento térmico;
  • Excelente atenuador acústico;
  • Instalação descomplicada;
  • Não produz resíduos na montagem;
  • Propicio para desmontagem e remontagem;
  • Grande durabilidade;
  • Imune ao ataque por produtos químicos;
  • Resistente ao fogo;
  • Aprovado pela FDA - Food and Drug Administration;
  • Acreditado pela CE - Espaço Econômico Europeu;
  • Validado pela ANVISA – Agencia Nacional de Vigilância Sanitária.

 

Os núcleos isolantes próprios do Painel frigorifico

 

Como mencionado o Painel frigorifico é construído em três camadas, tipo um sanduíche, sendo que a câmara interior é chamada de núcleo isolante, assim nominado por decorrência da sua propriedade térmica.

 

Os núcleos isolantes do Painel frigorifico diferem entre si seja pela capacidade de contenção térmica, visando conter a mesma temperatura, os de índice de contenção mais elevado permitem uma menor espessura do núcleo; além das diferentes resistências a flamabilidade. Vejamos agora os tipos disponíveis, como segue:

 

  1. Painel frigorifico em EPS: confeccionado em poliestireno expandido (isopor®), com densidade (MEA) de 14,5 kg/m³, retardância a chama HF-I (UL-94), suporta temperatura de até 50°C;
  2. Painel frigorifico em PUR: fabricado em espuma rígida de poliuretano, com massa especifica aparente entre 37 kg/m³ e 42 kg/m³, retardância a chama R-I (ABNT), adequado para temperatura ate 90°C;
  3. Painel frigorifico em PIR: produzido em espuma rígida de poliisocianurato, com densidade aparente de 36 kg/m³ a 42 kg/m³, retardância a chama Classe II-A, conforme IT-10 (Corpo de Bombeiros/SP), apropriado para emprego em temperaturas de ate 200°C;
  4. Painel frigorifico em LDR: elaborado inteiramente em lã de rocha, dispõe de MEa mínima de 80 kg/m³, totalmente incombustível, além de ecologicamente correto, resiste a temperatura de ate 500°C.

 

Os revestimentos mais usuais do Painel frigorifico

 

Em função da imensa variedade de revestimentos possíveis, explica-se, em parte, o enorme sucesso que se observa no emprego do Painel frigorifico junto aos consumidores em geral.

 

Por haver sido pré-fabricado na indústria, o Painel frigorifico chega pronto para uso no local de instalação, não requer qualquer outro retrabalho, inclusive com o revestimento desejado já consignado a ele. Diante da variedade de acabamentos encontram-se relacionados somente aqueles mais usuais, todavia outras opções podem ser conseguidas mediante contato com o industrializador deste produto.

 

Vejamos as principais opções de revestimento e ou acabamento disponíveis e empregados na confecção do Painel frigorifico, como segue:

 

  • Aço carbono com aplicação de tinta epóxi branca;
  • Alumínio texturizado (stucco);
  • Aço inoxidável liga 304L;
  • Aço inoxidável liga 430;
  • Aço galvanizado;
  • Compósitos de alumínio (ACM);
  • Laminados melamínicos (Formica®);
  • Entre infindáveis outros revestimentos a escolha.
Painel frigorifico utilizado na construção de escritorios

Leve em conta que os Painéis frigoríficos também diferem de acordo com a forma construtiva empregada no fabrico, e que são apropriadas a infraestrutura existente no ambiente destinado a instalação dos mesmos, conforme a descrição que segue:

 

  1. Painel frigorifico de 2 faces, recebe o revestimento em ambas as faces, através do encaixe das placas obtêm-se o compartimento desejado, não requer estruturas adicionais, tais como paredes e laje, para fixação;
  2. Painel frigorifico de 1 face, apenas um dos lados da placa aufere o revestimento, o outro lado é agraciado com um filme plástico, neste caso é indispensável a existência de uma estrutura para ancoragem das placas.

 

Ao utilizar os Painéis frigoríficos para edificação de qualquer ambiente, pressupõem-se, entre outros, o desejo de controle térmico, sendo este o caso, assimile a possibilidade de empregar a magnifica cortina termoplástica para câmara fria, excelente quando se deseja minimizar a troca de temperatura entre ambientes distintos.

© 2018 fria-camara, tudo sobre câmara fria e walkin cooler. Todos os direitos reservados